quarta-feira, 26 de março de 2014

...




"Não entendo por qual motivo carrego tantas culpas. Às vezes meus passos parecem pesados, bem como minhas costas. Sinto que levo comigo pesos imensos que me trazem medos intensos. Só que agora não dá mais para continuar assim, rastejando pelo chão de cansaço e fraqueza. Quero me despir, me livrar do que já não cabe, do que não presta, do que não me faz feliz. Quero conseguir viver em paz de novo, me sentir livre, leve e serena outra vez."

Clarissa Corrêa

2 comentários:

Mara disse...

querida houve um problema com o post que comentaste e o teu comentário desapareceu, peço desculpa :c

Catarina disse...

Vais conseguir sentir-te assim. :)

R: Correu mais ou menos, obrigada por te preocupares. :)